PUC-Rio

Voltar

Nova Consulta

Jornal/Revista: O Estado de S. Paulo
Data de Publicação: 25/09/2004
Autor/Repórter: Carol Knoploch

ISAURA: 'QUE VENHAM AS COMPARAÇÕES'

Protagonista da nova 'Escrava Isaura' diz que não precisa imitar Lucélia Santos

A partir do dia 18, Bianca Rinaldi estará em evidência como nunca esteve. A atriz, que já fez Malhação, na Globo, e dois papéis simultâneos no SBT, será a protagonista de Escrava Isaura, nova novela da Record. A ex-paquita de Xuxa conta nesta entrevista que está pronta para as comparações com Lucélia Santos, a Isaura da Globo, em 1976. Até porque, Bianca será cópia de Lucélia: segundo o caracterizador e coordenador de maquiagem da novela, Claudinei Hidalgo, a orientação da direção foi a de imitar o figurino, maquiagem e o cabelo da versão original.

"É para a identificação imediata", justifica Claudinei. O enredo e o destino de alguns personagens serão modificados, de acordo com Herval Rossano, que comandou a primeira versão e é o diretor da atual.

Estado - Como recebeu a notícia de Herval Rossano de que faria a Isaura?

Bianca Rinaldi - Na hora não acreditei. A ficha não caiu. Fiquei parada, em estado de choque. Recebi um chamado para vir à Record e não sabia de novela nenhuma e muito menos que o Herval estava por aqui. Tinha escutado que a Adriane Galisteu iria sair da emissora e que a Eliana poderia ocupar o lugar dela. Pensei que era um convite para um infantil.

Estado - Ele disse que você nem fez teste...

Bianca - É verdade. Me perguntou o que eu estava fazendo. Eu tinha acabado de falar com o Jayme Monjardim sobre América (próxima novela das 9 na Globo). O Herval fez a proposta. Disse que me queria para o papel, para eu "não sorrir mais de boca aberta e para não pegar muito sol; agora você acerta as questões financeiras e muito obrigado". (risos) Estado - Quando caiu a ficha?

Bianca - Quando acertei o contrato. Ou no dia de testes de figurino. Tive vontade de chorar...

Estado - Por quê?

Bianca - É muita responsabilidade. A história é forte, a primeira versão foi sucesso no mundo inteiro e lerê-lerê... Eu falo lerê-lerê quando trabalho muito, está na boca do povo quando há referências à exploração... Me emocionei muito quando estava caracterizada e vi a Isaura no espelho.

Estado - Qual a expectativa para a estréia?

Bianca - Colegas de outras emissoras e de teatro já comentam sobre a curiosidade em relação a este trabalho. Imagine a gente. Mas estou tranqüila.

Estado - Você viu algo da 'Escrava Isaura' da Globo?

Bianca - Não. E nem depois de escalada. Não queria me influenciar. Mas depois quero ver.

Estado - Está preparada para as comparações com a Lucélia Santos?

Bianca - O povo adora comparar e criticar, não é? Mas não tenho a obrigação de fazer a Isaura igual à da Lucélia. Ela fez muito bem e se tivesse de fazer igual, seria uma honra. Mas esta é uma nova versão. O que me tranqüiliza é que eu fui a escolhida para o papel e pronto. Estou confiante. Que venham as comparações!

Estado - Há dificuldade com o figurino? Você usa aplique, lente de contato...

Bianca - No começo, achei difícil andar com a saia, que é pesada. Mas me surpreendi com a adaptação à lente de contato, que foi feita para mim.

Estado - Está gostando do visual morena?

Bianca - Todos dizem que fiquei mais bonita.

Voltar

Fonte: Banco de Dados TV-Pesquisa - Documento número: 102385