PUC-Rio

Voltar

Nova Consulta

Jornal/Revista: Zero Hora
Data de Publicação: 07/08/2005
Autor/Repórter: André Berbardo

IMPROVÁVEL MEGERA

A gaúcha Maria Carolina Ribeiro faz vilã na novela "Floribella"

Quando criança, sempre que relia Cinderela ou assistia ao desenho homônimo da Disney, Maria Carolina Ribeiro se colocava no lugar da personagem-título. Loira e de olhos verdes, parecia ser a candidata mais que perfeita para o papel da donzela sofredora de Charles Perrault. Quase 20 anos depois, ela tem a oportunidade de trabalhar numa livre adaptação de A gata borralheira: a novela Floribella, da Band. Mas, em vez da heroína da história, a atriz faz uma das vilãs, a malévola - e morena - Delfina. Longe de reclamar dos desígnios do destino, Maria Carolina prefere destacar o aspecto "catártico" da vilania.

- Nunca imaginei que fosse gostar tanto de fazer uma vilã. Tudo o que não posso fazer no trânsito, faço em cena. É uma terapia e tanto - diz Maria Carolina, 26 anos, gaúcha de Porto Alegre que está morando no Rio de Janeiro.

Na novelinha infanto-juvenil da Band, a ambiciosa Delfina Torres Bettencourt não passa de uma caçadora de dotes que, a exemplo da mãe, a pérfida Malva (Suzy Rêgo), faz de tudo para arranjar um marido rico. A vítima, no caso, é Frederico, o jovem herdeiro dos Fritzenwalden, interpretado por Roger Gobeth. Por isso mesmo, Delfina bufa de raiva toda vez que vê o noivo suspirar por Flor, a criada da mansão, encarnada por Juliana Silveira.

- Tadinha da Delfina! Ela tenta de tudo, mas sempre se dá mal. Isso serve até de lição para as crianças: "Vai fazer? Então, faz! Mas saiba que você pode se dar mal..." - argumenta a atriz.

Maria Carolina já teve a chance de conferir a grande rejeição a sua personagem em um supermercado carioca. À certa altura, ela deu de cara com o olhar esbugalhado de uma criança. Meio sem jeito, ainda tentou interagir. Em vão. O garoto olhava fixamente para a atriz, como se não acreditasse no que via.

- Conheço você... Você não é a Delfina? - balbuciou ele.

Com a prima de Drica Rabello, que interpreta a Sofia em Floribella, foi ainda pior. Durante uma visita aos estúdios, a menina se recusou, terminantemente, a falar com a atriz.

- Não teve jeito. Ela só sabia repetir que eu era má e chata, má e chata... - diverte-se.

CONEHCIDA DOS GAÚCHOS - Floribella marca a estréia de Maria Carolina em novelas. Antes, ela só havia atuado em dois episódios da série Contos de Inverno - Jogos do amor e do acaso (2001), de Gilberto Perin, e Faustina (2002), de Carlos Gerbase - e em um de Histórias Curtas, 24 horas (2002), de Frederico Pinto e Gabriel Daudt, exibidos pela RBS TV.

Formada em Artes Cênicas pela UFRGS, Maria Carolina recebeu o convite para Floribella durante temporada de Ópera do Malandro, montagem de Charles Möeller e Cláudio Botelho para o musical de Chico Buarque. No espetáculo, a moça demonstrava seus dotes de cantora e dançarina. Acabou gravando uma das faixas do CD da novela: a da música Você vai me querer.

Voltar

Fonte: Banco de Dados TV-Pesquisa - Documento número: 111816