PUC-Rio

Voltar

Nova Consulta

Jornal/Revista: Folha de S. Paulo
Data de Publicação: 29/09/1991
Autor/Repórter:

TV JOVEM PAN ENRIQUECE RECEITA DA RÁDIO COM IMAGENS AO VIVO

Canal em UHF usa na tela as mesmas técnicas de transmissão do dial

A um custo de US$ 10 milhões em equipamentos, a Jovem Pan conseguiu realizar o sonho dos seus ouvintes que acompanham pelo AM 620 as transmissões esportivas. A mesma técnica que vinha sendo utilizada no rádio agora passou para a televisão.

E como dizem os narradores, eles não precisam mais usar da "criatividade" para fazer o público "imaginar" os bastidores de uma partida de futebol.

As transmissões da Jovem Pan TV, canal 16 em UHF, levam ao ar a ladainha que acompanha as jornadas esportivas pelo rádio: as entrevistas antes do jogo, quando os jogadores chegam ao estádio; a tentativa de flagrar as instruções do técnico no intervalo; e o balanço final, com as entrevistas nos vestiários, ao vivo, numa iniciativa pioneira.

O slogan provisório, numa programação recém-saída de uma fase experimental, pode ser resumido ao "nós fazemos o que os outros nunca fizeram".

É preciso ter paciência para acompanhar todo o processo, mas às vezes vale a pena. Como aconteceu no jogo Palmeiras x Ferroviária, em Araraquara. A emissora mostrou um vestiário típico de time de várzea, com os encanamentos entupidos. Dito isso pelo rádio, seria difícil de acreditar. Mas com as imagens...

A Pan tem duas vantagens sobre as concorrentes para transmitir uma partida que pode durar até quatro horas. Primeiro, tem todo o tempo da casa. Sua programação, com exceção de um filme por semana às sextas e alguns documentários institucionais, é todo dedicado ao esporte, com eventos ao vivo e suas reprises. Segundo, tem o melhor equipamento da praça.

O orgulho da emissora é o estúdio móvel, montado dentro de um ônibus especial. Uma central de TV ambulante, que pode transmitir diretamente sem passar as imagens pela sede. Viaja com oito câmeras Sony Betacam de última geração. Só com elas já é possível transmitir uma partida, que costuma ocupar seis câmeras.

A tecnologia atraiu até a rede Globo. A primeira emissora do país em audiência e faturamento começou a formar pool de transmissão com a Pan. Partiu dos campeonatos sul-americanos de vôlei e vai se estender à corrida de São Silvestre no final do ano.

O "carro chefe" é o futebol, com direitos de transmissão dos Campeonatos Paulista e Argentino. Seguindo a linha da rádio, voltada a ouvintes classe A, seguem-se esportes de elite, com pólo a cavalo, esgrima e rúgbi. Mas tem lugar também para esportes populares, como o futebol de salão.

O tempo ocioso de uma programação que pretende preencher o espaço com o jornalismo em 92 permite até a loucura de se criar um programa de debates com cinco horas de duração nas noites de segunda-feira, no velho estilo das "mesas-redonda". Onde, neste caso, a imagem cede seu lugar para a falação do rádio.

Voltar

Fonte: Banco de Dados TV-Pesquisa - Documento número: 16842