PUC-Rio

Voltar

Nova Consulta

Jornal/Revista: Folha de S. Paulo
Data de Publicação: 16/03/1993
Autor/Repórter:

GREVISTAS OCUPAM A TV MANCHETE DO RIO

Funcionários da TV Manchete no Rio, em greve pelo pagamento de salários atrasados, ocuparam ontem à tarde o prédio da emissora, que ficou sem exibir sua programação até as 19h40.

A Manchete saiu do ar a partir das 14h35. Por 40 minutos os grevistas conseguiram divulgar no Rio a seguinte mensagem: "Estamos fora do ar por falta de pagamento dos meses de dezembro, janeiro, fevereiro e parte do décimo terceiro de 1992". As 15h15, a emissora voltou ao ar no Rio por quatro minutos. Depois, saiu do ar. Às 19h40 retornou a apresentar sua programação normal com imagens transmitidas de São Paulo.

De 150 a 200 funcionários se revezaram numa concentração em frente à porta da emissora. Um grupo de cerca de 30 pessoas se alojou no 4º andar, onde se localizam os principais equipamentos de operação. Definindo a greve como "de ocupação", os funcionários pretendem continuar no prédio até o pagamento dos salários atrasados.

Uma comissão de quatro grevistas conseguiu um encontro com o presidente Itamar Franco, que estava hospedado no hotel Glória. Eles pediram a intermediação do presidente para se tentar uma solução para a crise da emissora.

O ministro da Justiça, Maurício Corrêa, disse que o presidente discutirá hoje a crise da Manchete em reunião com os ministros do Trabalho, Walter Barelli, e das Comunicações, Hugo Napoleão.

O governo só pode intervir na Manchete se a greve iniciada ontem se prolongar por mais de 30 dias. Nesse caso, a concessão poderá ser cassada.

OUTRO LADO - TV estranha "violência"

O diretor-geral da Rede Manchete, Xerxes Gusmão Neto, informou ontem em São Paulo, através da sua assessoria de imprensa, que estranhava a "violência" ocorrida no Rio.

Segundo o diretor, não havia motivo para a atitude dos grevistas, pois a direção da emissora estava negociando, no Ministério do Trabalho, em Brasília, uma solução para o problema salarial dos funcionários da Manchete em todo o país.

Voltar

Fonte: Banco de Dados TV-Pesquisa - Documento número: 21075