PUC-Rio

Voltar

Nova Consulta

Jornal/Revista: Jornal do Brasil
Data de Publicação: 06/04/1993
Autor/Repórter:

CUT DISPUTA ESPÓLIO DA TV MANCHETE

Projeto é criar uma emissora nos moldes da BBC

A Central única dos Trabalhadores (CUT) quer mesmo comprar a TV Manchete, Gilmar Carneiro, secretário-geral da entidade sindical, disse ontem que se for preciso falará até com Roberto Marinho, presidente das Organizações Globo. Ele explicou que a idéia é formar uma direção pluralista na emissora, com a participação de outros órgãos de comunicação, fundações e entidades classistas e da sociedade civil. "Não queremos controle de nada nem tornar a TV um arauto do PT. Aliás, ninguém terá o controle, conforme o projeto que estamos elaborando e que deverá ser entregue ao governo na semana que vem", afirmou.

Carneiro está tão entusiasmado com o projeto que já fala até na linha da programação: "Queremos fazer uma TV parecida com a BBC, independente. Todos estão cansados de ver tanto sexo, violência. Imaginamos uma emissora com tudo o que as outras fazem, mas sem esses componentes. A idéia é mostrar um Brasil que os brasileiros não conhecem, na linha Pantanal, mas sem sexo".

O sindicalista estima que, para tornar-se viável, a TV Manchete precisa de uma injeção de US$ 100 milhões. "Queremos encontrar sócios para esse projeto, muitos sócios, como a Anistia Internacional e a Organização Internacional do Trabalho. Mas dinheiro não é problema, temos o respaldo de 1.900 sindicatos", declarou.

Idéia - Segundo o secretário geral da CUT, a idéia de compra da Manchete nasceu há um mês, quando ele foi procurado por um grupo de ex-empregados da emissora. "Eles estavam deprimidos e passando fome. Começamos, então, a vislumbrar alternativas", disse. Carneiro contou que procurou o ministro do Trabalho, Walter Barelli, e mostrou a ele e ao presidente Itamar que uma empresa privada, no caso o Grupo IBF, não pode manter uma concessão pública sem pagar salários nem impostos. "Agora, o governo deverá convidar o presidente do IBF, Hamilton Lucas de Oliveira, para uma conversa. Se ele não tiver dinheiro para resolver os problemas, perderá a concessão. Ai é que entramos".

A CUT está preparando o projeto para assumir a Manchete e só depois de muitas negociações e convites irá formalizar a possível composição acionária. "Convidarei até mesmo pessoas que nos atacam como Luiz Antônio Medeiros. Isso para mostrar que a TV não servirá de palanque ao Lula, como ele declarou".

Para mostrar isenção, Carneiro tem até um nome para ocupar a presidência da Manchete: o sociólogo Betinho. "Já temos sinal verde do Barelli e se for o caso poderemos até pagar pela transferência a Hamilton Lucas de Oliveira. Mas é preciso que ninguém ponha areia no negócio, com acusações sem fundamento. Se nosso Projeto for seguido, será a maior demonstração da democratização dos meios de comunicação que o país já viu".

Voltar

Fonte: Banco de Dados TV-Pesquisa - Documento número: 21194