PUC-Rio

Voltar

Nova Consulta

Jornal/Revista: Jornal do Brasil
Data de Publicação: 24/04/1993
Autor/Repórter:

BLOCH RECUPERA O CONTROLE DA TV MANCHETE EM TODO O PAÍS

O empresário Adolpho Bloch retomou ontem a posse da Rede Manchete em todo o país, graças a decisão do juiz Salim José Chalub, da 35ª Vara Cível do Rio de Janeiro, que deferiu liminar ao pedido de reintegração de posse. Segundo o advogado dos Bloch, Paulo Pellicano, a liminar afasta Hamílton Lucas de Oliveira, presidente do grupo IBF, da gerência da emissora. "Agora temos 30 dias para entrar com ação ordinária para anulação da venda. A IBF ainda pode pedir ao juiz para reconsiderar a decisão. É provável que faça isso na segunda-feira", disse Pellicano.

Em São Paulo, Oscar Bloch Siegelman, sobrinho de Adolpho Bloch, invadiu a sede da emissora às 16h, acompanhado de oito advogados, dois oficiais de Justiça e um carro da Polícia Militar, para cumprir a decisão judicial. A mesma operação aconteceu simultaneamente no Rio e nas sucursais de Belo Horizonte, Brasília, Recife, Fortaleza e Belém.

Adolpho Bloch prometeu o pagamento dos salários dos funcionários, que estão sem receber desde dezembro. O grupo Bloch decidiu entrar na Justiça depois que a IBF enviou ao ministro das Comunicações, Hugo Napoleão, um programa em que anunciava a intenção de "desmobilizar e reduzir" o patrimônio da empresa. A TV foi vendida, em junho, por US$ 110 milhões, mas até agora, segundo os Bloch, Hamílton Lucas só pagou US$ 8 milhões e 700 mil. "Ainda tenho 51% da TV e vou lutar para ter de volta os 49% de Hamílton", prometeu Adolpho.

Voltar

Fonte: Banco de Dados TV-Pesquisa - Documento número: 21391