PUC-Rio

Voltar

Nova Consulta

Jornal/Revista: O Globo
Data de Publicação: 17/01/1994
Autor/Repórter: Simone Magelhães

UM 'REMAKE' EM HORÁRIO ALTERNATIVO

''Éramos seis'' terá Irene Ravache como estrela

Dessa vez, vai. Depois de duas experiências fracassadas, o núcleo de dramaturgia do SBT resolveu jogar pesado. A emissora vai desistir dos dramalhões mexicanos e investir em uma novela de sucesso garantido. Sob a supervisão de Nilton Travesso e direção de Henrique Martins, começa a ser gravado, mês que vem, o remake da versão de "Éramos seis" escrita por Sílvio de Abreu e Rubens Ewald Filho. O elenco é estelar. Irene Ravache, Othon Bastos, Luciana Braga, Tarcísio Filho, Jandir Ferrari, Leonardo Brício, João Vitti, Jussara Freire e Laura Cardoso são alguns dos protagonistas do drama escrito originalmente por Maria José Dupré.

- A estréia já tem data marcada: 2 de maio. E, como a história se desenvolve em 173 capítulos, o SBT tem novela para o ano inteiro. O horário é convidativo. Para não bater de frente com a Globo, "Eramos seis" será exibida às 21h30m. Rubens Ewald conta que, ao oferecer o projeto a Sílvio Santos, no final do ano passado, argumentou que não deveriam fazer nada parecido com as produções globais. Esperto, Sílvio comprou os direitos de adaptação da trama.

- Expliquei que seria interessante investir em novela de época, numa história de sucesso, com excelentes possibilidades de interpretação para a protagonista e dois autores conhecidos.

Esta é à quarta vez que ''Éramos seis'' chega à TV. A primeira foi na Record, em 1958; a segunda, na Tupi, em 67; e a mais recente, também na Tupi, em 77. A razão de tantos remakes, segundo o autor, é simples:

- O livro é bom, extremamente humano e o tema, universal. Muita gente não sabe, mas teve um filme argentino sobre o livro, quando ele foi lançado no final dos anos 40.

Novelão como nos velhos tempos? Rubens Ewald pondera:

- É um drama, não um melodrama. Todos nós passamos, por alguma daquelas situações.

O diretor de elenco do SBT, Fernando Rancoletta, concorda e, vai mais longe:

- Está faltando um pouco de romantismo na televisão.

Voltar

Fonte: Banco de Dados TV-Pesquisa - Documento número: 23792