PUC-Rio

Voltar

Nova Consulta

Jornal/Revista: O Globo
Data de Publicação: 25/02/1996
Autor/Repórter: Edney Silvestre

PRONTA PARA DANÇAR O TANGO

Solteira e 14 quilos mais magra, Sônia Braga chega amanhã à Argentina para gravar novela

"Chegou ao fim o "exílio cultural" de Sônia ,Braga. Após diversas tentativas frustradas de voltar às novelas, a atriz brasileira mais famosa no exterior finalmente acertou os ponteiros com o SBT. Ao lado de Fábio Jr., ela vai estrelar "Antônio Alves, o taxista", a co-produção com a Ronda Estúdios, da Argentina, que inaugurará outro horário de dramaturgia na emissora de Sílvio Santos. Radiante, cheia de planos, mais magra após um regime severo e exercícios que incluíram até escalada de montanhas, Sônia Braga abre o jogo nesta entrevista exclusiva para o GLOBO, concedida antes de sua partida para Buenos Aires, onde grava parte da trama.

GLOBO: Você sempre diz que veio para Nova York por acaso, foi ficando por falta de opção de trabalho no Brasil, e que tinha virado uma exilada cultural. ''Antônio Alves, o taxista" acaba com esse exílio?

SÔNIA BRAGA: O exílio acabou em "Tieta". Agora é o fim da minha carreira diplomática (risos). O Fábio Barreto vai concorrer ao Oscar com "O quatrilho" e não preciso mais ser a embaixadora do nosso cinema aqui. Passo a bandeira para ele; Fábio vem, eu vou. - Como essa volta ao Brasil modificará sua vida?

SÔNIA: Ela já se modificou, desde "Tieta". A diferença é que agora, com a volta à televisão, estou dando um grande passo. Sempre disse que adoro TV e sempre aceitei fazer novela outra vez. O problema é que nunca se conseguiu chegar ao tal acordo, a uma coisa decente. Agora foi possível graças ao "seu" Sílvio.

- E sua casa em Nova York?

SÔNIA: Fica aqui. Eu não vou pensar que estou mudando para o Brasil. Não, ainda. Lá, eu vou ter uma vida de hotel, que é muito mais confortável. Porém, vou fazer uma casinha nos hotéis de São Paulo e Buenos Aires, onde ficarei hospedada. Essa foi uma das coisas que sempre atrapalhou as outras tentativas de contrato: mudar todos os móveis de lugar (risos).

- Como é sua personagem?

SÔNIA: E eu sei? Não sei direito. Ela tem um caso com esse rapaz, que é taxista (Fábio Jr.). Não sei quando ela aparece, se o caso deles é uma coisa do passado, se surge em "flashback"... Ela é meio a Júlia Matos (de "Dancin'Days") depois que sai da prisão, de ser muito maltratada. Quer ser rica e não pode ficar casada, amando ou namorando um chofer. Além do mais, é mais velha que ele e dona de uma agência de modelos ou coisa assim. Mas não sei nada com certeza, nem o nome dela, mas Isso não faz diferença porque, se eu não gostar, a gente troca. Minha personagem casa com uma pessoa que tem uma filha. Que, evidentemente, se apaixonará pelo Fábio Jr. e ele por ela. Então ela vai ser má.

- Sônia Braga vai ser a vilã?

SÔNIA: O que eu vou tentar fazer é dar-lhe a minha compreensão de vida e a de outras pessoas em relação ao amor. Não, vou proibir uma, relação entre Fábio e a minha filha adotiva. Vou tentar impedir (risos). Mas sem maldade.

- Você e Fábio Jr. já trabalharam juntos?

SÔNIA: Não. A gente sempre se cruzava nos corredores da Globo na época em que ele namorava a Glorinha Pires. Depois, ele fez "Bye, Bye, Brasil", quando eu namorava o diretor, o Cacá Diegues. Eu era fã dele, andava atrás, pedia autógrafo. Tenho a impressão de que as gravações vão ser ótimas. Pressinto alto astral desde o início das negociações.

- Você vai ganhar uma fortuna, como afirmam os boatos?

SÔNIA: Não sei. Como eu tinha certeza de que todo mundo perguntaria isso, deixei as cifras por conta do meu agente, Michael Black, da ICM. Não sei se estou ganhando muito ou pouco. A gente nunca sabe se ganha o que vale.

- Pode explicar isso melhor?

SÔNIA: O ator no Brasil recebe muito pouco. A realidade é que apenas três ou quatro ganham razoavelmente. Acho que um ator deveria ter salário de Romário. A gente vai lá e só faz gol. Não é para ganhar legal?

- Você volta magra ou gorda?

SÔNIA: Hum... Média magra. Estou usando manequim 40. Perdi uns 14 quilos, fazendo uma dieta de 1.200 calorias por dia. Foi um processo lento, que comecei em novembro, quando me internei num spa. Ali, fazia longas caminhadas e comecei a escalar montanhas, um esporte que estou adorando. Estou mais magrinha do que na época da "Tieta".

- E o cabelo, cortou?

SÔNIA: Está louco? Imagina! Eu apareço de cabelo curto em "Tieta" porque estava usando peruca. Usei até peruca loura. Fiquei a cara da Tina Turner! Ouvi dizer que o Caetano Veloso, que está fazendo a música do filme, me viu nos copiões e comentou que eu estou linda.

- E namoros? Está deixando alguém especial por aqui?

SÔNIA: Nada. Estou uma santa! Vou voltar de hábito de freira. Depois que terminei com o Marc (Lambert) teve o Jurinha. Adorei ele e ele me adorou, mas Jurinha tem toda uma vida em Aracaju e eu tenho uma vida Deus sabe onde. Era uma coisa já determinada pelo destino para ser temporária. Já o Marc é "meu ex-futuro-namorado''. Porque só tem ele neste planeta que eu acho que posso namorar. Por enquanto...

- Mas, no Brasil, você logo arranjará um namorado...

SÔNIA: Você acha? Também acha que vou chegar na Argentina e dançar logo um tango? Acho que não. Estou diferente. Se bem que tem alguém que está em Buenos Aires agora...

- Quem é?

SÔNIA: Você não está sabendo? O Antônio Banderas! Como ele é lindinho, não? Eu o conheci e achei que, mais do que sexy, ele é agradável, legal, tipo irmão da gente. É muito simpático, muito gostosinho. Gostosinho nesse sentido, de gente boa (risos).

Voltar

Fonte: Banco de Dados TV-Pesquisa - Documento número: 31391