PUC-Rio

Voltar

Nova Consulta

Jornal/Revista: Jornal do Brasil
Data de Publicação: 10/04/1996
Autor/Repórter:

SÔNIA BRAGA ABANDONA NOVELA

Atriz se tranca n hotel em São Paulo e hoje terá seu destino resolvido pelo SBT

SÃO PAULO - O SBT e a Ronda Estúdios, que co-produzem a novela Antônio Alves, taxista, deverá decidir hoje o destino da atriz Sônia Braga, que foi afastada das gravações devido às suas constantes ausências. Em Buenos Aires, a irritação com o comportamento de Sônia cresceu entre os produtores porque a atriz não só não apareceu para gravar como, durante uma semana, não deu qualquer satisfação. Ontem, Sônia encontrava-se hospedada, sob um pseudônimo, no hotel Maksoud Plaza, em São Paulo, onde chegou na manhã de segunda-feira. Arredia, não quis dar entrevistas e saiu do quarto apenas para comprar uma bermuda listrada e uma presilha de cabelo na butique Martha, no próprio hotel. Maria Braga, irmã de Sônia, que também estava ontem no Maksoud, informou apenas que a atriz voltou ao Brasil porque não há gravações previstas para os próximos dias.

Além da impontualidade, outro fator que pesou na decisão da produtora argentina foi o temperamento de Sônia. A agitação, a irritabilidade e a alternância de humor vinham incomodando a equipe de Antônio Alves, taxista, que também conta no elenco com o ator brasileiro Fábio Jr. Há pouco mais de dois meses, a produção da novela, ainda sem data prevista para estrear no SBT, teve problemas com o elenco brasileiro, que, liderado por Sônia, reclamava do texto antigo - o roteiro foi escrito na década de 50 e que, contrariando uma promessa da parte brasileira da produção, não havia sofrido qualquer atualização. Na ocasião, a atriz desceu descalça até o saguão do hotel Alvear e convocou os jornalistas brasileiros à sua suíte para uma conversa definitiva sobre o assunto. A iniciativa acabou atropelando uma entrevista coletiva convocada pelos produtores, além de ferir normas de segurança do hotel, que nunca permite o acesso da imprensa aos quartos. Quando todos os jornalistas estavam instalados, Sônia apenas disse: "Fiquem aí respirando". Em seguida começou a ler uma entrevista que dera a um jornal brasileiro enquanto todos esperavam seu pronunciamento sobre a crise na novela.

No Brasil, a atitude de Sônia Braga vem sendo interpretada por círculos próximos à atriz como conseqüência de sua insatisfação com a qualidade da produção, que não lhe proporcionaria uma volta triunfal à TV brasileira, como ela tanto desejava. O empresário de Sônia, o brasileiro Dody Sirena, o mesmo de Roberto Carlos, não quis se manifestar sobre o afastamento de sua cliente da novela.

Loucos Varridos - No entanto, o contrato de Sônia Braga para fazer a novela é anterior ao acerto com Dody e, portanto, é de responsabilidade dos agentes americanos da atriz. Sônia não pode ser sumariamente demitida: seu contrato foi negociado diretamente com o dono do SBT, Sílvio Santos. Enquanto o empresário não se pronunciar, o afastamento da atriz brasileira do SBT não é definitivo, pois ela poderá ser aproveitada em outros projetos da emissora. A produção de Antônio Alves, taxista adiantou que as gravações prosseguem normalmente sem a presença de Sônia Braga. A equipe já pensa em refazer a trama eliminando as cenas em que a atriz brasileira aparece.

Na sua passagem pela capital argentina, Sônia Braga protagonizou outros episódios curiosos. Num deles, mandou o jornaleiro da banca próxima ao hotel empacotar vários jornais e, ao ser cobrada em relação ao pagamento, determinou apenas que fossem entregues "no quarto de Ia Braga". A reedição portenha do movimento Loucos Varridos, liderada por ela em plena Calle Recoletta, também chamou a atenção dos fás e da produção da novela, já que, para os argentinos, Sônia era muito mais uma imagem de glamour, um verdadeiro símbolo sexual, do que uma ativista. Nos bastidores do SBT, a informação é de que Sônia Braga atravessa uma crise pessoal, passando noites acordadas procurando interlocutores do outro lado da linha telefônica.

Voltar

Fonte: Banco de Dados TV-Pesquisa - Documento número: 31891