PUC-Rio

Voltar

Nova Consulta

Jornal/Revista: Folha de S. Paulo
Data de Publicação: 07/05/2000
Autor/Repórter: Alexandre Maron

GLOBO, RECORD E SBT PROMOVEM SUPER 2ª FEIRA

Emissoras programaram para amanhã a estréia de três novas tramas: "Uga Uga", "Marcas da Paixão" e "A Mentira"

Amanhã, as redes Globo, Record e SBT apresentarão fartas cenas na selva da Mata Atlântica, no interior paulista e nas paisagens paradisíacas do México. Com as estréias de "Uga Uga", "Marcas da Paixão" e "A Mentira", será um festival de bananas, pamonhas e guacamoles.

Cada novela será um produto típico de sua emissora. A Globo, por exemplo, virá com uma trama movimentada, escrita por Carlos Lombardi, de olho no público jovem.

"A direção da emissora foi clara. Encomendou uma novela jovem, cheia de ação", afirma o autor. Para isso, contará com a eficiente fábrica de novelas da Globo e com a direção do inquieto Wolf Maya, responsável pela minissérie "Hilda Furacão" e pela atual novela das seis, "Esplendor".

As produções da Globo são caras, com capítulos que custam em média R$ 85 mil, e as novelas de Lombardi costumam ser muito complicadas. O autor, fã confesso de histórias em quadrinhos de super-heróis, adora encher seus capítulos de perseguições, explosões e lutas.

Tudo isso estará presente em grande quantidade já no primeiro capítulo, quando o milionário Nikos (Lima Duarte) descobre que um índio branco e louro, o herói Tatuapu (Cláudio Heinrich), pode ser o seu neto que se perdeu na floresta dez anos antes.

Ao mesmo tempo, surge o anti-herói Baldochi (Humberto Martins) um sargento que, também dez antes, forjou a própria morte para escapar de bandidos. Ele é descoberto e obrigado a fugir para a cidade do Rio, onde terá de acertar as contas com seu passado.

Grande parte desse passado é personificado por Maria João (Vivianne Pasmanter), uma mecânica que tem fama de lésbica, mas é apenas uma moça romântica que ficou traumatizada pela morte do noivo, Baldochi.

Em resumo, ao menos inicialmente, grande parte da trama girará em torno das diversas tentativas dos outros familiares de Nikos de desmascarar Tatuapu ou mesmo matá-lo para evitar que fique com a herança do avô.

E herança também é o tema de "Marcas da Paixão", trama de Solange Castro Neves, que marca amanhã, às 20h15, a volta da Record à produção de teledramaturgia. A emissora tenta, mais uma vez, emplacar uma história fortemente identificada com o público de São Paulo.

O orçamento é mais modesto, se comparado ao preço de um capítulo da Globo: cerca de R$ 40 mil por episódio. Mas, ainda assim, nos primeiros capítulos, apresentará lutas, locações no interior da Bahia, em Miami (EUA) e até mesmo a explosão de um avião.

A emissora também se esforçou para escalar alguns atores de prestígio, conhecidos por suas participações em tramas passadas na Globo, como Walmor Chagas, Irene Ravache, Nathalia Timberg, Claudio Cavalcanti, Antônio Petrin e Antônio Abujamra.

A trama começa quando o pecuarista Jorge (Walmor Chagas, em participação especial) contrata o engenheiro agrônomo Ivan (Eriberto Leão, mais conhecido como o namorado da Tiazinha), e ambos viajam para o interior da Bahia. O agrônomo vai implantar modernos sistemas de mecanização e irrigação nas fazendas de Jorge.

Os dois acabam se envolvendo em uma briga com criminosos, na qual Ivan é capturado e Jorge morre na explosão do seu avião. Só então se descobre que o fazendeiro tinha duas filhas que nunca se conheceram. Em seu testamento, ele exige que as duas sejam suas herdeiras.

Uma delas é a arquiteta bem-sucedida Cíntia (Vanessa Lóes). A outra, a professora Guida (Carla Regina), que vive em uma cidade pobre do sertão baiano. As duas irmãs são obrigadas a conviver e dividir a administração da fazenda do pai, no interior paulista.

Para criar os conflitos típicos das novelas, as duas vão se apaixonar pelo mesmo homem, criando mais um dos típicos triângulos amorosos dos folhetins.

Falando em relações complicadas, como novelas mexicanas não podem existir sem relacionamentos dramáticos entre um mocinho, uma moça má e outra boa, "A Mentira", que estréia amanhã, às 20h, no SBT, também terá a sua.

A novela é outro dos enlatados mexicanos nos quais a emissora de Silvio Santos se especializou para evitar produzir suas próprias novelas. O custo médio de um capítulo comprado da Televisa não chega aos R$ 20 mil.

A trama é batidíssima e envolve irmãs adotivas, que na verdade são primas, com personalidades opostas. Elas são Verônica (Kate Del Castillo) e Virgínia (Karla Alvarez).

A primeira é uma boa moça que estudou arte dramática em Londres e tem o sonho de ser uma boa atriz. Virgínia, por sua vez, é uma arrivista que não se incomoda em mentir para ascender socialmente e quer tirar a irmã do seu caminho depois de perceber que o homem a quem ama (Juan, que também é seu irmão adotivo) está interessado em Verônica.

Essa se apaixona então pelo galã Demétrio (o brasileiro radicado no México Guy Ecker), que casa-se com ela (por engano) para vingar a morte do irmão, que se matou ao ser abandonado por Virgínia.

Agora é só escolher. Se você gosta de novela, opte pelas bananas, pamonhas ou guacamoles.

Voltar

Fonte: Banco de Dados TV-Pesquisa - Documento número: 56167