PUC-Rio

Voltar

Nova Consulta

Jornal/Revista: Jornal do Brasil
Data de Publicação: 13/06/1982
Autor/Repórter: Alberto Beuttenmuller

A FORÇA DO AMOR

Um triângulo amoroso do México para o Brasil

O núcleo de telenovelas do SBT, funcionando há apenas 10 meses, já coloca no ar a sua segunda produção - A Força do Amor. O responsável, Waldemar de Moraes, otimista, diz que tudo "vai muito bem, pois temos uma média de 16 pontos no IBOPE no horário das novelas. Está sendo criado o hábito de novelas na TVS, uma experiência que considero de ótimos resultados. Trouxemos de volta o romantismo que estava faltando nas produções das demais emissoras".

Na opinião de Waldemar de Moraes, o destaque de A Força do Amor, além do cenário de Campello Netto, são as gravações de externas - cenas em fazenda, jardins, aeroporto, trens e várias indústrias. No elenco, nomes como Elízabeth Hartmann, Percy Aires, Lia de Aguiar, Yara Lins, Paulo Castelli, Angelina Muniz e Suzi Camacho, entre outros. A novela - mais uma história de um triângulo amoroso - foi escrita pela cubana radicada no México Marissa Garrido e adaptada por Raimundo Lopes. No ar de segunda a sábado, às 19h50mín, ela terá 62 capítulos e três meses de duração.

O triângulo amoroso - Angelina Muniz (Hilda), Letícia (Suzi Camacho) e Paulo Castelli (José Antônio) - funciona, segundo Waldemar de Moraes, como "um ingrediente necessário para prender o telespectador ao texto, como aconteceu com os filmes norte-americanos das décadas de 30 e 40, em Hollywood". É o supervisor do núcleo de novelas quem diz:

- A novela Destino já contribui para ampliar o mercado de trabalho. Agora, colocamos no ar outra produção gerando mais emprego. A partir de julho teremos ainda mais uma novela no vídeo da TVS, tudo isso representando cerca de 70 empregos novos."

O enredo de A Força do Amor é recheado de preconceitos e ódios entre classes. Letícia é filha de um fazendeiro decadente. Bonita, jovem e atraente, apesar de Ingênua, trata com desdém seu grande apaixonado - José Antônio - pois considera todos os habitantes da região caipiras e ignorantes.

José Antônio, filho de um ex-empregado da fazenda, passou de humilde funcionário a homem poderoso e rico. Apesar disso, não passa de escravo dos desejos de sua amada, Letícia. Seu grande trunfo é ser o maior acionista de empresa, que emprega 80% dos habitantes da região.

Hilda é amiga de colégio de Letícia. Seu sonho é tomar-se grande bailarina clássica. Por ser órfã e pobre, vive quase que só dos favores de sua amiga. O problema central é que se apaixona por José Antônio tão logo o vê pela primeira vez. A partir daí começam os atritos com a amiga e protetora.

Alfredo Torres de Miranda (Perey Aires) é pai de Letícia. Viúvo e com certa idade, vive se preocupando com a má fase de seus negócios. Dedica todo seu tempo à fazenda e à filha, a quem mima demais.

Amália (Yara Lins), irmã de Alfredo, solteirona e má, faz de Letícia a filha que jamais teve, dedicando-lhe grande atenção e carinho. Mas acaba por 'incutir na sobrinha todos os seus preconceitos e manias, colaborando para a formação do caráter destorcido de Letícia.

Sofia Alvares (Elizabeth Hartinann) faz parte da nata da sociedade local, e é por isso mesmo amiga incondicional da família Torres de Miranda. Está na fazenda passando férias, junto com seu sobrinho Álvaro.

Álvaro (Roberto Orosco) é o oposto de José Antônio, refinado, revela-se um amante da mesa farta e da boa vida. Vive à custa de sua tia, de quem espera tomar-se herdeiro universal.

Jovita (Lia de Aguiar) é a fiel criada de José Antônio, tendo pelo patrão um amor maternal. Como o criou, é uma espécie de conselheira. A novela melhorará com a entrada de Gabriela (Arina Maria Dias). Ela é médica. O resto é segredo da emissora.

Voltar

Fonte: Banco de Dados TV-Pesquisa - Documento número: 57675