PUC-Rio

Voltar

Nova Consulta

Jornal/Revista: ISTO É - Gente
Data de Publicação: 22/05/2003
Autor/Repórter: Mariane Morisawa

O SUCESSO DE A GRANDE FAMÍLIA

A Grande Família: audiência perto dos 40 pontos e possível transformação em filme Dona Nenê, Lineu, Seu Flor, Tuco, Agostinho e Bebel fazem sucesso desde que estrearam na telinha da Globo, em 2001. Mas nunca como agora. No ano passado, A Grande Família alcançava 35 pontos de média, com share (participação no total de televisores ligados) de 52%. Nas últimas edições, a média tem se aproximado dos 40 pontos. O programa do dia 15, “Dois Palmitos numa Noite Suja” deu 41 pontos, com share de 63%.

Desde abril, o programa passou a ser exibido logo após a novela, em vez de entrar no ar apenas depois de Linha Direta. “A mudança de horário aproximou o programa de seu maior público: donas-de-casa, jovens e crianças”, diz o diretor Maurício Farias.

O conteúdo continua sendo o mesmo, com um time ótimo de atores formado por Marieta Severo, Marco Nanini, Rogério Cardoso, Lúcio Mauro Filho, Pedro Cardoso e Guta Stresser. O texto segue a trilha deixada por Oduvaldo Vianna Filho e traz uma identificação com a classe média que batalha para sobreviver. “A Grande Família faz um humor leve, sem apelação, em cima do cotidiano brasileiro”, diz Maurício Farias. “É uma comédia de situação que comprova que, para ser popular, o humor não precisa de mocinhas bonitas praticamente peladas nem de piadas óbvias e repetitivas”, completa o diretor. O sucesso é tanto que um filme com a divertida família já está sendo considerado.

Voltar

Fonte: Banco de Dados TV-Pesquisa - Documento número: 88142